Atendimento (17) 3211-7200 (17) 3211-7200 (WhatsApp) Segunda á Sexta 07:30 ás 18:00 Sábado 07:30 ás 12:00

Seja bem-vindo(a), Faça login

Vacina rotavec corona - 40ML - MSD
  • Vacina rotavec corona - 40ML - MSD

Vacina rotavec corona - 40ML - MSD

Sku: 101078

NCM: 3002.42.90

Categoria: Veterinária

Marca: MSD

Código de Barras: 8713184101051

Quantidade Máxima para Compra: 20 un

Quantidade Disponivel: 0 un

Produto Indisponível

Este produto está disponível apenas na loja física.

Descrição do Produto

Vacina combinada inativada de Rotavírus Bovino, Coronavírus Bovino e E. coli F5 (K99).

Este produto é vendido apenas através de nossa equipe de vendas. Ligue agora: 017 3211-7200 ou chame no WhatsApp: CLIQUE AQUI

Imunização ativa de vacas e novilhas em gestação para aumentar o nível de anticorpos contra a cepa de E. coli F5 (K99), o rotavírus e o coronavírus. Enquanto os bezerros são alimentados com colostro de vacas vacinadas, durante as primeiras duas a quatro semanas de vida, estes anticorpos demonstraram:

reduzir a intensidade de diarréias provocadas por E. coli F5 (K99)
reduzir a incidência de diarréias provocadas por rotavírus
reduzir a disseminação de vírus pelos bezerros infectados com rotavírus ou coronavírus.

Pode-se observar, eventualmente no local de injeção, uma ligeira tumefação que poderá ter até 1 cm de diâmetro, e que desaparece após 14 a 21 dias. Ocasionalmente podem ocorrer reações de hipersensibilidade. Nesses casos a administração de adrenalina deve ser feita imediatamente.

Dose: 2 mL
Administração: Através da via intramuscular na tábua do pescoço.
Agitar vigorosamente o frasco antes do uso.
Administrar uma única dose (2 mL) para cada gestação, entre a 12ª e 3ª semana que antecedem a data prevista para o parto.
Esterilizar seringas e agulhas antes do uso, e a aplicação deverá ser feita em área de pele limpa e seca, tomando cuidados adequados para evitar contaminação.

Alimentação com colostro:

Até que os bezerros desenvolvam a sua própria imunidade, a sua proteção durante as primeiras 2-3 semanas de vida, depende da presença física, nos intestinos, de anticorpos colostrais (proveniente das vacas vacinadas). Assim sendo, é essencial assegurar uma alimentação adequada com colostro durante todo este período de forma a maximizar a eficácia da vacina. Todos os bezerros devem receber de suas mães, nas primeiras 6 horas após o nascimento, colostro em quantidade adequada. Os bezerros lactantes devem continuar a receber naturalmente colostro adequado, através da amamentação de vacas vacinadas.
Nas explorações leiteiras, o colostro/leite das primeiras 6-8 ordenhas de vacas vacinadas deve ser misturado. O colostro pode ser armazenado a temperaturas inferiores a 20ºC, e utilizado o quanto antes, uma vez que, após a armazenagem durante 28 dias, os níveis de imunoglobulinas podem baixar até 50%. Sempre que possível, recomenda-se uma armazenagem a 4ºC. Os bezerros devem ser alimentados com essa mistura de colostro na proporção de 2,5 a 3,5 litros por dia (de acordo com o peso) durante as primeiras semanas de vida.
A otimização dos resultados passa por uma política de vacinação de todo o rebanho. Desta forma será mantido um nível de infecção e de excreção viral mínimo e conseqüentemente diminuição no risco de infecção.

Não há.

 

Não vacinar animais doentes.
Precauções devem ser tomadas para evitar a contaminação da vacina.

Uso durante a gestação e lactação:

Para a vacinação de vacas e novilhas em gestação.

Precauções gerais para administração do medicamento pelo veterinário aos animais:

Este medicamento contém óleo mineral. A auto-injeção acidental pode provocar dor violenta e tumefação, em particular se injetado numa articulação ou dedo, podendo, em casos raros, resultar na perda do dedo afetado, caso não seja prestado cuidado médico imediato.
Se ocorrer injeção acidental com este medicamento, mesmo que numa pequena quantidade, procure aconselhamento médico imediato e leve junto a bula do medicamento.
Se a dor persistir por mais de 12 horas, procure o médico.

Para o médico:

Este medicamento contém óleo mineral. Mesmo com uma pequena quantidade, a injeção acidental deste medicamento oleoso pode causar tumefação intensa que pode, por exemplo, resultar em necrose isquêmica e mesmo perda do dedo.
São necessários cuidados médicos especializados e imediatos que podem incluir incisão e irrigação rápida da área afetada especialmente se houver envolvimento da polpa do dedo ou tendão.

Incompatibilidades:

Não misturar com outras vacinas/produtos imunológicos.

Armazenar entre 2°C e 8°C, inclusive durante o transporte. Proteger da luz. Não congelar.
Prazo de validade após a primeira abertura da embalagem: 8 horas.

Conservar na embalagem original, em local seco e fresco, ao abrigo da luz solar.
Mantenha este ou qualquer outro medicamento fora do alcance de crianças e animais domésticos.
Venda sob prescrição e aplicação sob orientação do Médico Veterinário.

Avaliação dos Clientes
  • Nenhum comentário foi postado para esse produto, seja o primeiro!